Arquivo da categoria: Madrugada

New Age

Curral Del Rey
Pindorama

Estamos como sempre
De olho no Carnaval

Mas nem Sheherazade nem Mainard me incomodam

Neste momento estou tão suscetível
que me nego a acompanhar as notícias

Beck lançou um novo single

É neste mundo que quero criar uma criança

Anúncios

Ôh Rosa!

Somos responsáveis pelos conflitos que geramos
enquanto estes acontecem
quando o conflito termina
perdedores ou ganhadores
a responsabilidade sobre eles se vai

Sobre as consequências…

…existe o estudo do direito

A legalidade tem sua parte,

é no teu peito irmão!

Quando cativamos algo
este algo é cativado também
e completamente responsável
por seus próprios sentimentos
e atitudes dentro da situação

A culpa é sempre nossa
de tudo o que nos afeta

Se existe bom senso
amor próprio
índole

Toda relação pode se dar
se desenrolar
florescer ou murchar

Se a gente se importa

A culpa é só nossa!


Ressaca

Me rompe o sono da madrugada este ladrar de amores equivocados

Lapsos temporais irrecorríveis ao desbotado nítido do arrependimento

Senhoras e senhores, se esta laceração há muito cristalizada de plaquetas

banhada sutilmente ao longo do tempo por camadas anuais de tecido fibroso

ainda se pode chamar de ferida

haveremos aqui de refazer toda a nossa medicina

Não, não é o caso

Pois o que aí está nem de cicatriz se pode mais chamar

Nada disso a não ser a grossa camada córnea,

pronta a novos rasgos

de fato me pertence

Não é meu o encontrão na quina de concreto que insistem em chamar de amor

Não é minha a angústia labiríntica que dão a alcunha de arrependimento

Nem tampouco o despreparo em consolar o próprio coração que lhes come por dentro qualquer sensatez ou alívio

Toda lâmina que ergui encontrou sua redenção em algum sangue

e agora suas bainhas as descansam lavadas no armário

Se foi algo que fiz com ciência e ainda o faço com ternura é amar

Mas as bússolas possuem um norte apenas!


Honorável?

Implacável tempo que sabe todos os nossos nomes

Durmam lindos crianças do além

A dádiva é de vocês e ninguém pode negar

Alma flat que o povo não pode difamar

 

Nossas sombras são tão coloridas que nos dão náusea

 

Queríamos tanto aquele glamour P&B

 

Mas sempre há o futebol

Sempre havemos de ser

Gladiadores do non-sense


Quinas

No desmotivo
de um peito entregue
com braços abertos
e facas guardadas

Na presença

Física
Sentimental
Sombria
Intelectual

Apaixonadamente culpado
este fantasma assombra
todos os de bom coração

Se atreve a velar teu sono
Desenha para não precisar falar
Se estanca entre o sonho e o pesadelo
E esquece tudo aquilo que você também não lembra

Nos dias
em que o demônio do outro
se finge indiferente
e ri num curto sarcasmo tão falso
que transparece sua inumanidade

A gente se apega ao anjo interno
que enquanto se corta em redenção
te deixa seguro de que está tudo bem


Bagulho de Festa (Profissional do Entretenimento)

Mais esta taça erguida em contentamento
Fluxo abstrato sentimental
Ungüento

No mentol do cigarro esquecido
No cheiro do vestidinho/camisola abandonado
Na cor do preservativo comprado errado
Todos os nossos vívidos horários
bem vividos

Bagulhos de festa
baganas que restam
caras do entretenimento

Rostos noturnos amorfos em destaque

Atrás das cortinas
abaixo dos tablados

Donos de vidas (particularmente) incríveis
Senhores de suas próprias ânsias
(e possibilidades de destino)
Os ricos mais pobres do mundo
Marginais do senso comum

Somos o perseguido que influencia
dentro do enaltecido que anda o subterrâneo

Gosto das cores
penso que nunca me importei com seus efeitos

Durmo com teu cheiro em meu lençol
meu tabaco no pijama
teus fios de cabelo em minhas roupas íntimas
minhas imagens tratadas na mente
tua textura labial reconstruída em minha boca
minha música de chorar e dormir


Sem Garantia

Dinheiro durando
Pretensões latejando

pingando

Rolê garantido
Pão partido

corrompido

Passado insípido
Caráter translúcido

facílimo

A confusão da meta
Venera a errônea reta

como Minos em Creta

Coca-Cola Havana Club e Rock ´n Roll
Melhor que Salsa em Puerto Rico
Amanhã tem mais

Sagaz

Tenaz

Com a validade que a gente sempre traz


%d blogueiros gostam disto: